3 ferramentas de Comunicação Interna que seu RH deveria conhecer

A comunicação interna virou uma verdadeira aliada do RH para potencializar a troca de experiências entre os colaboradores. Confira nesse post as 3 ferramentas de comunicação interna que o seu RH deveria conhecer agora.

importância da Comunicação Interna está cada vez mais clara, e ela tem adquirido um papel estratégico no planejamento das empresas. A transmissão de informações entre colaboradores e equipes se tornou prioridade em empresas que prezam pela entrega de resultados.

Além de manter os colaboradores alinhados e aumentar o engajamento, uma Comunicação Interna eficiente também é uma grande aliada da cultura organizacional. Mas, para transformar a Comunicação Interna em uma vantagem competitiva, é necessário ter tanto práticas quanto ferramentas de Comunicação Interna certas.

Leia também: Mitos e verdades sobre colaboração nas empresas.

Com um plano de Comunicação Interna inicial finalizado, o comunicador pode ficar na dúvida sobre a sua execução. Assim, surgem perguntas como “Como saber qual é a ferramenta certa para a sua comunicação?” e “Como avaliar qual realmente trará retorno à produtividade?”.

Rede social corporativa nas empresas

Hoje há diversas ferramentas de Comunicação Interna, cada uma com um foco e atendendo a necessidades específicas. A escolha da ferramenta certa requer um alinhamento tanto com o perfil da empresa quanto dos fluxos de comunicaçãopor si só. Para ajudar você nessa decisão, listamos abaixo diferentes tipos de ferramentas de Comunicação Interna e suas características.

E-mail

Como um canal já consolidado, o e-mail ainda é uma das ferramentas mais utilizadas e úteis para a comunicação interna e também externa das empresas. Por sua praticidade, acessibilidade (todo mundo que trabalha com um computador ou smartphone tem um e-mail) e formalidade, o e-mail não será abandonada tão cedo, principalmente nas pequenas empresas. Além disso, apesar de ser tradicional, o e-mail já possui alternativas para mensurar sua efetividade como ferramenta de Comunicação Interna.

Porém, em empresas com altos volumes de troca de mensagens, as falhas do e-mail como ferramenta de comunicação têm sido percebidas. De acordo com uma pesquisa da consultoria McKinsey, 28% do dia de trabalho dos knowledge workers (trabalhadores do conhecimento) é gasto na leitura, escrita e arquivamento de e-mails. Isso representa 13 horas por semana. Apesar disso, se houver um bom gerenciamento dos fluxos de comunicação, o e-mail ainda pode ser sim uma boa ferramenta de Comunicação Interna para o seu RH.

TV Corporativa

O uso de TVs Corporativas é recente, e esse canal de comunicação se destaca pelo seu apelo visual e acessibilidade em estações de trabalho sem acesso a computadores. Outra vantagem da TV Corporativa é a possibilidade de pulverizar o canal em vários locais, aumentando o alcance da mensagem. Por isso, ela possui um grande potencial para resolver desafios comuns do RH, como a falta de alcance a escalabilidade da comunicação.

TV corporativa

É importante considerar que o canal é ótimo para divulgar informações rapidamente em locais de grande concentração (corredores e refeitórios, por exemplo), mas não favorece a interação, diálogo e engajamento com os colaboradores. A ausência de mensuração e a necessidade de um maior investimento financeiro infraestrutura também são pontos a serem considerados na hora de adotar a TV Corporativa. Porém, se o seu objetivo é ter um canal de comunicação exclusivamente top-down, o RH pode tirar muito proveito de TVs Corporativas na comunicação.

Rede Social Corporativa

A versatilidade das Redes Sociais Corporativas já é reconhecida no mercado – devido à ascensão das redes sociais convencionais, o seu conceito é fácil de ser compreendido: canais de comunicação digitais corporativos voltados ao diálogo, à colaboração e inovação.

Por serem versáteis, elas conseguem se adaptar às necessidades de comunicação de cada empresa, além de possuírem interfaces dinâmicas e familiares para o usuário final, o colaborador.

Em uma Rede Social Corporativa, cada colaborador tem seu perfil, onde pode publicar informações, participar de grupos e criar vínculos com outros colaboradores. Essa lógica é pensada para garantir uma comunicação mais horizontal e promover o engajamento, que está relacionada com a produtividade. Isso porque, de acordo com o McKinsey Global Institute, a produtividade aumenta de 20% a 25% quando há comunicação e conexão entre os colaboradores.

A área de RH deve considerar também a capacidade das Redes Sociais Corporativas de se unirem a outras canais. Em certas redes sociais, como é o caso da Rede Social Corporativa SocialBase, há integrações com outras ferramentas de comunicação, como a TV Corporativa, chats e as caixas de entradas de e-mails, mas também com ferramentas de produtividade, como o Google Drive e o Google Calendar. Além disso, a ferramenta mantém os dados e informações que circulam na nuvem totalmente seguros, e permite aos usuários que são administradores da rede mensurar suas iniciativas e moderar postagens e conteúdos.

Por que a comunicação interna deve ser uma preocupação dos gestores?

Claro que uma ferramenta sozinha não resolverá a Comunicação Interna. Junto com a escolha da ferramenta, é necessário ter um bom planejamento de comunicação, por isso é importante ver se tudo tem sinergia na hora de escolher a ferramenta. Ao decidir por uma ou até mais de uma ferramenta de Comunicação Interna, tenha certeza que elas irão trabalhar juntas para transmitir as informações aos colaboradores.

Conheça a Rede Social Corporativa SocialBase – nova solução no portfólio Senior.

Ana Lidia Casavechia Bortoleto é Analista de Gestão de Pessoas na SocialBase. Atuando na área de talentos há 6 anos e apaixonada por desenvolvimento de pessoas adora trabalhar em ambientes dinâmicos, com desafios em gestão de mudanças, abertos aos diferentes modelos de gestão de pessoas e é apaixonada pela cultura de startups.

Fonte: Senior Sistemas