8 benefícios de automatizar o controle da produção na indústria de alimentos

Um dos principais pontos de atenção de quem trabalha com produtos alimentícios é o prazo de validade, já que, se não forem utilizados dentro dele, perdem sua função na cadeia produtiva. Por isso, buscar maneiras de monitorar os processos, mantendo-os sempre no mesmo nível de qualidade, deve ser uma premissa. E é aí que entra o controle da produção na indústria de alimentos para ajudar.

Uma das melhores maneiras de fazer esse controle é automatizá-lo. Por isso, neste artigo, vamos mostrar como implementar a automatização, como ela agiliza e facilita o controle da produção e quais são os benefícios colhidos ao investir em tecnologias que proporcionam tudo isso. Vamos lá?

Como automatizar o controle da produção na indústria de alimentos

Primeiro, é importante destacar que automatizar não significa apenas colocar máquinas para fazer o trabalho de pessoas. Essa é uma parte do processo, mas não se resume somente a ela. O que nos interessa hoje é outra etapa: o uso da tecnologia no processo de automação, que nos leva direto para os softwares que executam esse trabalho.

Ao automatizar o controle da produção, você está delegando a um sistema o monitoramento de tudo o que é fabricado. Por isso, o primeiro passo para automatizar é escolher uma solução que atenda às necessidades da sua indústria. Pesquise o que o mercado oferece, analise as funcionalidades e confira a opinião de outros clientes.

Um bom software precisa proporcionar o gerenciamento das demandas e dos processos produtivos de forma facilitada. Algumas características que devem ser levadas em consideração na hora de escolher o sistema, por exemplo, são a capacidade de acompanhar as ordens de produção programadas e produzidas e os resultados das metas de produção, se entrega resultados e indicadores em tempo real por meio de relatórios e se faz a rastreabilidade de informações sobre os produtos.

Depois, claro, é importante escolher um fornecedor que esteja alinhado com os objetivos da sua organização e ofereça uma implantação rápida e prática, que não interfira no andamento da produção. Com o sistema escolhido, é só estabelecer os parâmetros e começar a fazer o controle da produção na indústria de alimentos de modo automatizado.

Vamos a um exemplo, que é simples, mas fará você entender melhor como tudo funciona. Digamos que você tem uma fábrica de pães de médio porte e entrega aos consumidores três tipos de pão de forma: tradicional, integral e doce. Mas, apesar das máquinas serem modernas, o controle de tudo que é produzido ainda é manual.

Quer dizer que desde a quantidade de matéria-prima usada até a contagem final da produção, tudo é feito pelos funcionários e anotado em uma planilha. Você, como dono do negócio, até sabe que isso causa o desperdício de insumos, pois cada operador usa uma quantidade diferente de material, o que reflete na qualidade do produto entregue ao cliente e também no controle de estoque.

Outro ponto que sempre apresenta inconstância é o relatório da produção, pois os números do que foi planejado, de acordo com a matéria-prima usada, nem sempre batem com o que foi realizado. Os funcionários alegam que fazem o seu melhor, mas que trabalhar de forma manual é muito difícil.

Se apostasse em um sistema que faz o controle da produção automaticamente e integrado com as áreas de estoque, compras e vendas, você poderia programar as máquinas para utilizarem as mesmas quantidades de matéria-prima em todas as receitas, assim como medir o tempo que leva da produção da massa até o pão ficar pronto.

E não para por aí, pois com o software certo, também é possível controlar o estoque para os insumos não envelhecerem e serem jogados fora e, ainda, estabelecer uma meta precisa de produção para sempre entregar um produto fresquinho ao consumidor.

É um exemplo simples, como falamos, mas que mostra como automatizar o controle da produção na indústria de alimentos é importante. Na sequência, listamos mais alguns benefícios que o seu negócio pode ter ao usar a tecnologia como apoio para a gestão.

Os benefícios de automatizar o controle da produção

Assim como automatizar não significa colocar as máquinas para fazerem o trabalho das pessoas, os benefícios também não se resumem a economizar com mão de obra e dinheiro, como vimos em nosso exemplo.

Ao utilizar a tecnologia no controle da produção na indústria de alimentos você está aplicando técnicas específicas para monitorar o processo fabril, o que traz diversas vantagens. Confira os oito principais benefícios de automatizar o monitoramento da produção:

  1. Reduzir os custos com estoque, uma vez que é possível identificar quando e quanto de insumos e componentes devem ser comprados e produzidos para atender à demanda;
  2. Facilitar o gerenciamento dos pedidos de vendas pendentes com a geração de ordens de produção por demanda e com a liberação automática dos pedidos à medida que a produção vai sendo concluída;
  3. Aproveitar os dados das fichas técnicas já existentes para iniciar novas produções;
  4. Agilizar os processos de apontamentos e acompanhamento da produção com total integração com estoque, compras, pedidos de vendas e custos;
  5. Gerar, de forma automática, as necessidades de produção por meio de processos de MRP (Planejamento de Recursos de Manufatura), permitindo um eficiente controle de estoque de produtos próprios;
  6. Produzir relatórios para o gerenciamento de necessidades e o acompanhamento das demandas de produção e de refugos, além de relatórios comparativos entre produção programada e realizada e controle de industrialização em terceiros;
  7. Aumentar a capacidade produtiva por meio do gerenciamento das manutenções e da disponibilidade dos recursos industriais;
  8. Acelerar a rastreabilidade de informações sobre produtos, ordens de produção, insumos e fornecedores por meio da integração total por número de série ou lote entre vendas, produção, estoque e compras.

É claro que, ao oferecer todas essas vantagens que estão diretamente ligadas à produção e a áreas afins, a automatização desse processo também traz benefícios para a indústria como um todo. Então, podemos destacar ainda a redução dos custos, o aumento da lucratividade, a melhora na qualidade do produto e a ampliação do conhecimento da marca.

Controle da produção na indústria de alimentos: como a WK pode ajudar

Como falamos ao longo do artigo, escolher o software ideal é um dos primeiros passos para automatizar o controle da produção. Uma das melhores opções disponíveis no mercado hoje são os sistemas de gestão integrada, mais conhecidos como ERPs, pois eles integram o controle da produção a todas as outras áreas da empresa, otimizando processos e garantindo uma visão ampla da situação da indústria.

Aqui na WK Sistemas, temos o ERP Radar Empresarial, que atende com agilidade, segurança e eficiência o segmento industrial, inclusive o de alimentos. Ele foi planejado e desenvolvido para facilitar processos, maximizar resultados e minimizar riscos, inovando pela eficácia dos resultados, pela usabilidade das ferramentas e pela customização de projetos.

Esperamos que você tenha gostado do nosso artigo e que ele possa ajudá-lo na gestão da sua indústria. Se surgir alguma dúvida ou se você quiser saber mais sobre a nossa solução, deixe um comentário no espaço abaixo ou entre em contato com a gente. Nossos especialistas estão sempre a postos para atendê-lo!

Fonte: WK Sistemas