Como utilizar de forma estratégica as informações fornecidas pelo BI

Descobrir a importância e o impacto da boa utilização dos dados na rotina empresarial é, sem dúvidas, uma das maiores conquistas do mercado corporativo nos últimos anos. Hoje, as centenas de registros que acontecem todos os dias nas organizações podem ser compiladas e organizadas por softwares de Business Intelligence (BI), que ajudam no planejamento das rotinas, na otimização dos processos e na tomada de decisões em todas as instâncias de uma empresa.

Afinal, a principal ideia por trás do conceito de BI é utilizar informações de maneira estratégica, otimizando todos os processos internos e tornando-os mais eficazes, inovadores e competitivos. Contudo, em um mercado cada vez mais concorrido e onde a inteligência está cada vez mais atrelada ao sucesso do negócio, fica a pergunta: sua empresa sabe utilizar estrategicamente as informações fornecidas pelo BI?

De nada adianta ter uma montanha de dados à disposição se toda essa informação não é convertida em planos e ações que causem impacto real na geração de resultados, certo? E por mais que a tecnologia seja grande aliada dos gestores nessa missão, cabe a eles a tarefa de mergulhar de cabeça em todo o database coletado e desenvolver estratégias para impulsionar os negócios.

Por isso, no artigo de hoje, vamos dar uma olhada em algumas formas bem práticas de colocar o BI a serviço do sucesso da sua empresa!

BI e competitividade

Sem desmerecer o empenho e a disposição dos empreendedores em geral, mas todo mundo sabe que entrar no mercado é fácil — o desafio está em manter-se nele, atuando de forma ativa e competitiva. E nenhuma empresa é capaz de fazer isso sem conhecer quem são e o tamanho da fatia de mercado dos concorrentes, as ameaças em potencial e as tendências do segmento. Nesse sentido, o BI é capaz de cruzar e avaliar dados de várias fontes e fornecer um panorama detalhado de toda a atividade no setor.

E uma vez que toda essa informação esteja à disposição, é possível antecipar oportunidades e ficar bem preparado para ações mais agressivas quando a hora chegar. Imagine, por exemplo, que um grande concorrente esteja com dificuldades para suprir a demanda em uma determinada região. Com o cruzamento de dados, você consegue identificar este tipo de déficit entre oferta e demanda para talvez expandir as suas atividades naquele local de forma mais estratégica antes dos seus competidores.

Enxergando oportunidades

E por falar em oportunidades, o BI também funciona como uma ferramenta importante quando o assunto é identificar aquelas janelas de negócio que podem fazer toda a diferença para o seu faturamento. Então, se o Business Intelligence permite que você faça uma comparação completa e minuciosa da oferta dos seus concorrentes, por exemplo, talvez esteja aí uma boa forma de tentar buscar um diferencial estratégico que impacte o seu público-alvo mais significativamente.

Afinal, fazer exatamente o mesmo que seu concorrente geralmente resulta em uma disputa por preços e não por valor agregado e qualidade. Quanto maior for o espaço para a inovação, maior é a chance de se tornar um negócio efetivo e de cativar sua clientela de forma mais permanente. Por isso, é fundamental demonstrar no que a oportunidade que você oferece é diferente das demais.

Conhecendo melhor o seu cliente

Na equação para identificar as oportunidades e sair na frente da concorrência, existe uma variável indispensável para qualquer empresa: conhecer os clientes. Hoje em dia, apenas as marcas eficientes em prever as necessidades do seu público-alvo e em oferecer um atendimento personalizado têm potencial para fidelizá-los.

E conhecer o perfil de quem compra os seus produtos também é essencial para acertar nas estratégias de marketing, garantindo um retorno sobre o investimento mais eficiente e, consequentemente, mais resultados para a empresa.

Com o BI, a visualização de dados como gênero, idade, localização geográfica e renda é mais fiel e simplificada. Com esse database em mãos, sua empresa consegue oferecer produtos mais assertivos, adaptar melhor a linguagem na hora de se comunicar com o comprador, segmentar os clientes e identificar aqueles com mais valor para o negócio, convertendo mais e fidelizando mais — lembre-se que os clientes fiéis são responsáveis por mais de 50% do faturamento de uma empresa.

Visão completa do negócio

A tarefa de entender o negócio de forma ampla e integrada nem sempre é fácil. Isso porque, especialmente nas pequenas empresas, o empreendedor geralmente não tem tempo para cuidar de outras questões além de “apagar os incêndios” do dia a dia. Como resultado, ele acaba focando apenas na parte operacional e tem mais dificuldade para identificar as oportunidades e as ameaças do ambiente de negócios, além de ser praticamente impossível mapear as forças e fraquezas da empresa.

Agora, imagine ter todas as nuances da empresa registradas e organizadas automaticamente. É a proposta do BI, que oferece ferramentas que ajudam na centralização das informações corporativas em um só lugar com os sistemas de gestão integrada. Com um software deste tipo, as diversas áreas de uma empresa fazem o registro automatizado de toda a informação, não apenas melhorando a comunicação interna das equipes, mas também garantindo uma visão mais ampla e completa do negócio aos gestores.

Como reduzir os custos

Reduzir custos e aumentar o faturamento é o sonho de qualquer empreendedor, e tudo começa com uma análise completa do orçamento e da gestão de gastos para descobrir onde é possível economizar. Como o Business Intelligence permite uma visão dos dados brutos da corporação, fica muito mais fácil para os tomadores de decisão a tarefa de analisar cada área da empresa em busca de falhas, gargalos, excessos ou desperdícios que podem ser cortados ou corrigidos.

Vamos supor que, em uma fábrica de motores, os setores de venda, logística e produção estejam funcionando a todo vapor, mas os gastos com o estoque sejam imensos porque é preciso locar um espaço fora da planta industrial para o armazenamento. Neste caso, reduzir o excesso de estoque ou mesmo avaliar a ampliação do espaço físico da indústria são bons métodos de economia de custos.

Mas como saber se essas atitudes não vão impactar nas vendas? Como equilibrar o ritmo da produção para não ter um estoque sobrecarregado? Simples: integrando e cruzando com precisão os dados de produção e vendas com os níveis de estoque. Com o Business Intelligence, é possível!

Business Intelligence

Solução WK com Power BI da Microsoft

Já deu pra perceber que, com criatividade, visão de negócio e um bom software de BI, transformar seus dados em resultados práticos fica muito mais fácil, não é mesmo? E com a solução de Business Intelligence da WK, que é integrada ao Power BI da Microsoft, você conta com um conjunto de ferramentas que permitem integrar, por meio de dashboards e relatórios personalizados, informações das diversas áreas da empresa, como vendas, finanças, orçamentos, serviços, compras, estoque, produção, custos, qualidade, controladoria e RH.

Assim, os gestores e suas equipes podem consolidar informações, analisar resultados com facilidade, rever práticas de negócios e, ainda, gerir a empresa de forma mais prática e objetiva. Então, se você quer saber como utilizar de forma estratégica as informações fornecidas pelo BI no seu negócio, venha conversar com a gente e descobrir como podemos ajudá-lo a fundamentar as melhores ações e estratégias para a sua empresa!

Fonte: WK Sistemas