Gartner aponta crescimento global de TI em 2017

Durante o evento Symposium/ITxpo, a consultoria anunciou também suas principais previsões estratégicas para 2017 e os anos seguintes. 

gartner_ti_453rf

O Gartner Group divulgou em seu evento, que ocorreu entre os dias 24 e 27 de Outubro em São Paulo, uma pesquisa no qual aponta que os gastos globais com TI devem crescer 2,9% em 2017 em relação a 2016, totalizando US$ 3,4 trilhões, após uma pequena retração prevista para este ano.

Segundo estimativa feita pela consultoria, a área de software e serviços de TI são o principal responsável pela expansão dos investimentos.

Neste ano, contudo, o Gartner projeta uma retração de 0,3% no mercado, refletindo impactos a Brexit, saída do Reino Unido da União Europeia. “O aumento das despesas em 2017 será parte dos esforços das empresas para ampliar suas operações”, acredita John-David Lovelock, vice-presidente de pesquisa do Gartner. 

“TI não é mais um centro de custos”, diz. “Corporações líderes ou que pretendam liderar, estão investindo em tecnologia como forma de aumentar seus negócios.”

Segundo ele, várias empresas ainda buscam cortar custos, mas, em muitos casos, as economias obtidas nesse processo estão sendo reinvestidas em TI para dar conta da mudança dos negócios para modelos de base digital.

A expectativa do Gartner é que os gastos globais com software cresçam 6% em 2016 e 7,2% em 2017, alcançand US$ 357 bilhões. Já os serviços de TI devem responder por US$ 943 bilhões no mesmo período, o que corresponde a taxas de expansão de 3,9% em 2016 e de 4,8% no ano que vem.

Em compensação, o instituto prevê que haverá este ano uma queda de 7,5% nos gastos com equipamentos e de 1,1% nos serviços de telecomunicações. Mas os dois segmentos vão se recuperar em 2017, com crescimento de 0,4%, totalizando US$ 600 bilhões.

A expectativa para o ano que vem é de que o comportamento dos investimentos varie muito entre os diferentes mercados do mundo. De acordo com Lovelock, os países emergentes da região Ásia/Pacífico, África Subsaariana e Grande China devem se expandir em mais de 4,5%, enquanto o mercado de TI da América do Norte e América Latina, em apenas 2,5%.

O mercado norte-americano deve ter uma performance mediana, embora com crescimento signficativo em software e serviços de TI. 

Ainda no evento, o Gartner, Inc. anunciou suas principais previsões estratégicas para 2017 e os anos seguintes, apontando os três efeitos fundamentais da inovação digital continuada: experiência e engajamento, inovação nos negócios e efeitos secundários resultantes de capacidades digitais aumentadas.

“As principais previsões estratégicas do Gartner oferecem uma visão provocativa sobre o que pode acontecer em algumas das principais áreas da evolução tecnológica. No centro dos futuros resultados está a noção de disruptura digital, que deixou de ser uma inconveniência não frequente para tornar-se uma onda consistente de mudanças que está redefinindo os mercados e as indústrias por completo”, explica Álvaro Mello, Vice-Presidente de Pesquisas do Gartner.

“Em 2015, dissemos que as mudanças digitais estavam acontecendo rapidamente e esse ano a aceleração continua e pode provocar efeitos secundários que teriam um grande impacto nas pessoas e na tecnologia”.

Os analistas do Gartner apresentaram algumas de suas previsões durante o Symposium/ITxpo, em São Paulo, dentre elas:

♦ Ao longo de 2019, cada dólar investido em inovação precisará de US$ 7 adicionais para a execução principal – Para muitas empresas, a adoção de um estilo de TI bimodal para uma inovação de sucesso tem sido uma prioridade e um primeiro passo fundamental. O alinhamento próximo entre as equipes de Modo 1 e 2 é crucial para alcançar as metas de negócios digitais. Infelizmente, os custos com a implantação do Modo 2 de “solução idealizada” não são necessariamente considerados durante a idealização, e, para muitos, os custos do Modo 1 não são levados em conta no financiamento inicial. O projeto, a implementação, a integração, a operacionalização e a gestão da solução idealizada podem ser significativamente maiores do que os custos iniciais com a inovação. Portanto, o Gartner antecipa que para cada US$ 1 gasto na fase de inovação/idealização digital, as empresas gastarão uma média de US$ 7 para a implantação da solução.

♦ Ao longo de 2020, a IoT aumentará a demanda de armazenamento de Data Centers em menos de 3% – A Internet das Coisas (IoT) tem um potencial enorme para a geração de dados por meio dos quase 21 bilhões de pontos que deverão estar em uso em 2020. Dos quase 900 exabytes de capacidade dos discos rígidos (HDD) e unidades de estado sólido (SSD) de Data Centers previstos para serem enviados em 2020, o armazenamento de sensores discretos da IoT representará somente 0,4% e o armazenamento dos sensores de multimídia outros 2%, com um total arredondado de 2,3%. Isso indica que a Internet das Coisas pode aumentar e entregar valores e visão de negócios importantes com base em dados, enquanto permanece gerenciável do ponto de vista de infraestrutura de armazenamento.

♦ Até 2022, a IoT economizará US$1 trilhão por ano dos consumidores e dos negócios em manutenção, serviços e bens de consumo – Uma das promessas da IoT é reduzir o custo com manutenção e bens de consumo. O desafio está em oferecer uma implementação segura e robusta que possa fornecer uma economia em uma ou duas décadas, sem custos administrativos que absorvam qualquer economia feita. Isso poderia ser um sistema de monitoramento de baixo custo baseado em sensores simples que reportam características definidas aos servidores analíticos. O Analytics é usado para encontrar padrões nos dados brutos e recomendar a manutenção baseada no uso e nas condições reais, e não no tempo transcorrido ou nas condições estimadas. Na outra ponta, existe o surgimento do gêmeo digital, que captura dados quase em tempo real de seu gêmeo do mundo real com melhores sensores, e usa isso junto com outras fontes de dados, como clima, dados históricos, algoritmos e análise de máquinas inteligentes, para atualizar a sua simulação para refletir o estado físico de seu gêmeo.

O Gartner Symposium/ITxpo é um dos mais importante encontro de CIOs e executivos estratégicos de TI no mundo. O evento traz conteúdo de estudos e pesquisas independentes com aconselhamento sobre novas tecnologia e tendências. 

 

Matéria originalmente publicada pelo Portal ERP.