Líderes de TI apostam na multidisciplinaridade para reinventar a gestão

CIOs já apontam a execução da estratégia como maior barreira a ser vencida em uma boa gestão, suplantando temas fortes como inovação, eficiência operacional e produtividade. Por isso, entender bem o momento que vivemos – de transformações políticas e comportamentais cada vez mais aceleradas – é item mandatório.

Refletir sobre problemas, desafios, novidades ou transformações de maneira diferente é uma forma de avaliar ações e os impactos delas nas vidas pessoal e profissional. Em um cenário dinâmico, moldado por transformações políticas e comportamentais cada vez mais aceleradas, CIOs, líderes e profissionais de TI têm buscado na multidisciplinaridade a inspiração para que suas estratégias ganhem sentido e gerem resultado.

Exemplo disso é a palestra que o escritor, psicanalista e dramaturgo italiano radicado no Brasil Contardo Calligaris vai proferir no IT Forum 2016, um dos principais para CIOs na América Latina. Com o tema “Inércia Ativa: olhando para o futuro sem recorrer às respostas do passado”, a palestra pretende tirar os participantes do lugar comum abordando um ponto interessante e que influencia totalmente o presente e o futuro: o comportamento humano.

Partir para um futuro promissor sem ter em mente todos os executáveis pode significar cometer erros do passado ou tentar responder ao novo com velhas técnicas. Por isso, o evento convida os participantes a exercitar parte do seu cérebro (inércia) a sair do automático (deixando de ser inércia para ser uma massa ativa), buscando novas formas de encarar as coisas, sejam elas uma estratégia corporativa, um plano no condomínio ou uma simples reunião em família.

Para resgatar valores perdidos, deixando a ânsia do “TER” e pensar no “SER”, Calligaris falará sobre a necessidade de refletir o comportamento humano atual e seus impactos na vida em sociedade.

Dono de opiniões fortes, Calligaris é doutor em Semiologia e Psicologia Clínica pela Universidade de Provence (França). Iniciou seus estudos nas áreas das letras e da filosofia e, em 1975, foi aceito como membro da Escola Freudiana de Paris, onde morou até 1989. Lecionou na Universidade Paris 8 e teve aulas com os filósofos franceses Roland Barthes e Michel Foucault, além de acompanhar seminários ministrados pelo psicanalista francês Jacques Lacan, uma grande influência em sua formação. Veio ao Brasil em 1985 para o lançamento de seu primeiro livro de psicanálise, Hipótese sobre o fantasma e posteriormente acabou fixando residência no país. Sem sua carreira, já publicou mais de dez livros, incluindo dois romances e uma peça teatral, criou a série de televisão intitulada Psi, exibida no canal a cabo HBO e, além de atender nos seus consultórios em São Paulo e Nova York, é colunista do caderno Ilustrada da Folha de S.Paulo, no qual escreve sobre psicanálise e cultura às quintas-feiras.

Contardo Calligaris, em seu trabalho, conduz as pessoas à reflexão sobre a existência humana, contribuindo para amenizar as angústias provocadas pelos desafios contemporâneos e pelo confronto com o outro, que pode limitar os prazeres e contradizer as certezas e seguranças.

Por ser um grande exemplo de multidisciplinaridade, aprender um pouco com ele pode proporcionar uma nova visão ao dia a dia dos CIOs, líderes e profissionais de TI, contribuindo para a superação dos desafios da área e atuando na transformação desses profissionais em executivos de negócios que usam a tecnologia como alavancadora de inovações em prol da maturidade organizacional.

Fonte: Senior