Saiba como fazer uma boa gestão da qualidade na indústria química

A gestão da qualidade na indústria química é uma necessidade não apenas por questões de competitividade e de permanência no mercado. Trata-se de um aspecto de segurança e compromisso ético com seu público. Por isso é tão importante ficar atento aos cuidados e às ferramentas necessárias para que a empresa tenha controle total dos processos e possa garantir a satisfação dos clientes e o cumprimento das normas legais.

As consequências de um controle de qualidade deficitário vão desde a violação de normas ambientais, passando por problemas com o uso do produto por parte do consumidor final até, nos piores casos, danos severos à saúde das pessoas, como no caso de cosméticos e medicamentos fora dos padrões. Portanto, todo cuidado é pouco com a avaliação dos fornecedores, com o acompanhamento dos processos de produção e com a organização da documentação da empresa.

Como fazer a gestão da qualidade na indústria química

Antes de falarmos especificamente sobre a gestão na qualidade na indústria química, é importante entendermos o que compreende esse controle de qualidade. De acordo com a Anvisa, trata-se das “atividades referentes à amostragem, às especificações e aos ensaios, bem como à organização, à documentação e aos procedimentos de liberação que garantam que os ensaios sejam executados e que os materiais e os produtos terminados não sejam aprovados até que sua qualidade seja considerada satisfatória”.

Para tanto, é essencial saber a procedência da matéria-prima utilizada e fazer o acompanhamento da produção, garantindo que os processos estejam adequados às normas vigentes do segmento em que a empresa atua (fármaco, cosméticos, agro etc.). A avaliação dos indicadores também é de suma importância, porque ela permite verificar possíveis erros de produção, reprovação de lotes, desperdícios e os recursos responsáveis pelos desperdícios (pessoal ou maquinário).

Uma administração bem estruturada, com uma visão geral da indústria, também contribui de maneira muito importante para a gestão da qualidade na indústria química. Isso porque, dessa forma, é possível ter um controle mais preciso do estoque, dos processos, da necessidade de manutenções, bem como da assertividade nas tomadas de decisão.

É importante ressaltar que, nesse sentido, a indústria química precisa oferecer a infraestrutura necessária para que os profissionais que atuam nos projetos de pesquisa e desenvolvimento possam realizar o seu trabalho com organização e com as ferramentas adequadas. Em contrapartida, é necessário que haja um responsável ou, dependendo do tamanho e da necessidade da empresa, uma equipe de controle de qualidade para garantir que tudo esteja sendo conduzido dentro dos conformes.

A tecnologia como auxílio na gestão da qualidade na indústria química

Logicamente que dar conta de todos esses cuidados exige um suporte tecnológico. Imagine, por exemplo, que no processo de avaliação dos indicadores se detecte alguma falha em um lote. Para ter o conhecimento exato do que ocasionou isso, será preciso recorrer à trajetória do produto até ele ser finalizado, incluindo o fornecedor envolvido, entre outras informações relevantes. Sem uma organização adequada dos documentos, fica mais difícil tirar essa dúvida e corrigir o erro.

O mesmo acontece em relação à fiscalização. Caso seja solicitado pelo órgão competente (Anvisa ou Vigilância Sanitária) algum documento para se certificar de determinados processos, é imprescindível que a empresa tenha tudo em mãos para evitar multas e outras penalidades.

Contudo, não apenas em relação aos documentos é preciso ter um cuidado maior. Como dissemos, o processo de gestão da qualidade na indústria química exige acompanhamento e controle, o que só é possível com um sistema ERP com funcionalidades específicas para isso.

Dessa maneira, é possível ter a visão geral da indústria, que já apontamos como fundamental. A capacidade de personalização é outro aspecto importante, porque as especificidades de cada área precisam ser respeitadas.

E como a documentação é uma parte importante para a regularização das atividades, a integração com um sistema de GED é um requisito essencial. Por meio de um sistema de gestão da qualidade, a sua empresa pode executar roteiros de inspeção, apontar não conformidades, consultar registros, identificar resultados das análises e controlar as não conformidades.

Por fim, é possível agrupar múltiplos registros de qualidade e personalizar o leiaute para imprimir os laudos de qualidade. Todas essas funções permitem uma organização precisa da gestão da qualidade na indústria química e evitam que o produto saia da empresa com algum problema que possa causar qualquer tipo de dano ou insatisfação aos clientes. Além, claro, de evitar penalizações.

Gestão eletrônica de documentos

A WK oferece um sistema que reúne todas essas características que elencamos aqui. E é importante que a sua empresa opte por um software de qualidade comprovada e altamente personalizável porque é muito arriscado e trabalhoso dar conta de todos esses processos sem uma organização tecnológica. É preciso considerar, ainda, que mesmo outras soluções similares podem ser menos completas e exigir improvisações que são capazes de colocar em risco o controle de qualidade.

Portanto, se você quer garantir a eficácia na gestão da qualidade da sua indústria química, conte com a gente! Caso você ainda tenha alguma dúvida sobre este assunto, fale conosco ou deixe o seu comentário no espaço abaixo. Estamos sempre à disposição para atendê-lo!

Fonte: WK Sistemas