Senior divulga vencedores da 3ª edição do programa Desafios de Inovação

Projeto potencializa o intraempreendedorismo, promove a geração de ideias e lança no mercado produtos inovadores.

Pelo terceiro ano consecutivo, a Senior, empresa referência nacional em desenvolvimento de softwares para gestão, divulga os vencedores do Programa Desafios da Inovação. Neste ano, coincidentemente, três projetos foram vencedores, com foco em RH, Agro e Vendas.

Os projetos vencedores foram:

  • Rh Analytics: a solução criada pelos colaboradores Leonardo Denardi, Jordan Laus e Silvano Lohn promete proatividade nas ações e melhor direcionamento na tomada de decisões na gestão de pessoas de uma organização com foco no aumento da produtividade e redução do turnover das empresas. O sistema é capaz de antecipar o movimento dos colaboradores por meio de big data e análises preditivas em diversas fontes de informação disponíveis na empresa;
  • AgroInfo: Rafael Adão, Ricardo Zandonai e Marco Weiss desenvolveram um aplicativo para celular e smartphones com foco em cooperativas agrícolas. O intuito é simplificar o acesso do cooperado a funções essenciais ao seu trabalho, tal como a consulta de contas a receber e pagar, solicitação de reserva de insumos e envio de mensagens para os agricultores;
  • Plataforma de recomendação de vendas: é uma ferramenta de cross marketing que cruza perfis de clientes com as características de todo portfólio de produto de determinada empresa em busca de alinhamento de informações e novas oportunidades de negócios. A ideia foi apresentada pelos colaboradores Juliano Depiné, Rafael Leonhardt e Tarcísio Gouveia e não encontra similar no mercado nacional.

Anderson Torres, coordenador do Núcleo de Inovação da Senior, comenta que os idealizadores das soluções participaram de uma Oficina de Negócios, para que a ideia proposta pudesse se tornar disponível ao mercado. “Para isso, tiveram 20% do seu tempo de trabalho diário dedicados ao projeto, além de dois programadores em tempo integral, apoio dos gerentes de produtos e da área de pesquisa e arquitetura da Senior”, acrescenta Torres.

A grande novidade da 3ª edição do “Desafios de Inovação” foi a “Innovation Weekend”, uma capacitação de 17 horas de duração para os semifinalistas, que preparou os colaboradores para os pitchings – a apresentação da ideia para a banca avaliadora do programa – através de mentoria sobre criação modelos de negócios, validação da ideia, prototipação e conquista de cliente.

Depois destas etapas, houve duas rodadas de pitching para se chegar a três equipes vencedoras. Após o desenvolvimento, realizado com metodologia ágil e práticas de usabilidade (design thinking), as ideias ainda serão validadas por clientes e usuários antes de entrarem para o portfólio de ofertas da Senior.

Os vencedores que alcançarem o status de novas ofertas da Senior, receberão uma participação na receita gerada nos três primeiros anos a partir do lançamento como uma nova oferta Senior.

Os critérios de seleção avaliaram quatro pontos: o alinhamento estratégico, ou seja, o projeto precisa ter alguma relação com a estratégia da empresa e seus valores; a capacidade da equipe, que determina que, em primeiro lugar, o empreendedor acredite na própria ideia; o potencial de resultado, em que é importante demostrar o tamanho do mercado, possíveis compradores e validações feitas com os primeiros possíveis clientes. Já a categoria originalidade/inovação avalia se a ideia tem potencial para substituir o modo atual de se resolver o problema a que se propõe; e, finalmente, a apresentação, etapa importante para avaliar a iniciativa e a forma de mostrar o produto.

Histórico de inovação

A primeira edição do projeto, realizada em 2013, trouxe melhorias internas aos processos da companhia, como um controle de ponto via web, a instalação de quadros de vidro para reuniões rápidas de brainstorm no próprio ambiente de trabalho e um ambiente wiki de termos comuns.

Já a segunda edição lançou no mercado o Ronda de Vigilantes, uma solução inédita no Brasil que otimiza o processo de vigilância patrimonial via celular e etiquetas NFC ao invés de bastões e botões. Além de diminuir custos, traz mais recursos para acessar a central de vigilância em tempo real. Apresentada pela primeira vez na ISC, a solução também esteve presente na Exposec 2015 e hoje já faz parte do portfólio de ofertas da Senior.

Programa Desafios da Inovação

Fonte: Senior Sistemas