Senior no Fórum E-commerce 2016: inspirações e insights

Os dias 26 e 27 de julho foram de pura inspiração em tecnologia e inovação para quem esteve no Fórum E-commerce 2016 ou nos acompanhou via Twitter. Clientes, parceiros muitos interessados estiveram presentes interagindo na feira.

A Senior assistiu às palestras e reuniu insights bem interessantes para quem busca novas informações sobre e-commerce. Trazemos a seguir um resumo do que teve de melhor.

Maurício Bastos, Gerente de E-commerce da Arezzo&Co, cliente da Senior, fez sua palestra sobre como a empresa usa as estratégias omnichannel.

Para Maurício, a essência do omnichannel faz o cliente sentir e saber que a Arezzo é uma só. Ele considera os canais online tão importantes a ponto de influenciarem em até 65% o processo de compra até 2020.

André Fatala, CTO da Luiza Labs, projeto do Magazine Luiza, falou sobre a digitalização do ponto físico, integrando o uso da internet das coisas no varejo e e-commerce. Em primeiro lugar, ele acredita que a TI não deve ser só uma área de recebimento e entrega de demandas, mas de desenvolvimento de tecnologia. Nesse processo, ele revelou o principal desafio do Magazine: transformar uma empresa tradicional com departamento digital em uma empresa digital com pontos físicos e calor humano.

Mauro Freitag, Diretor de Operações da Oppa, cliente da Senior, compareceu para falar sobre a automação de centros de logísticas no e-commerce. Ele afirma que a cadeia de logística envolve o inbound, as operações internas e o outbound. O inbound é fornecedor, transporte, qualidade e recebimento e o cross-docking é o segredo da entrega rápida através do software WMS.

Mariana Zao, Gerente de RH da OLX, e Sacha Juanuk, Gestor de Processos da Mormaii, participaram do painel sobre gestão de pessoas no e-commerce e falaram sobre os desafios de montar a melhor equipe.

Para Mariana, há 3 tipos de retenção de pessoas: dinheiro, conforto e aprendizado; a OLX aposta em compartilhar conhecimento. O conceito da empresa envolve testar rápido e errar rápido para aprender rápido, inclusive em RH.

Juanuk reforça que para equilibrar flexibilidade e resultado, é essencial que os colaboradores compartilhem o propósito da empresa.

Laszlo Varga, CEO da Euroflorist, veio de longe para compartilhar suas experiências em 21 anos de e-commerce e o crescimento em diferentes regiões. Diferenças culturais são relevantes: ter gerentes de e-commerce específicos para cada país elevou imediatamente o ROI da empresa.

Varga aconselha: para melhorar a usabilidade, é preciso testar. “Assim que você entender que não pode prever o futuro, mais rápido terá resultados. ” Além disso, ouça, seja inovador, adapte. Mas o mais importante: seja RÁPIDO.

Neil Patel, co-fundador da Crazy Egg & Hello Bar, apresentou dicas de como alavancar as vendas do varejo online:

– Se você converte 1 cliente de 100, seu objetivo deve ser 2. Quando converter 2, deve ser sempre mais. ”

– Faça perguntas à sua lista de e-mails. “Pergunte, faça quizes – entenda seu público e ofereça produtos adequados. ” O engajamento através do quiz pode aumentar até 8,37% nas vendas do e-commerce

– Usar a localização dos usuários é um importante fator de engajamento para gerar conversão.

– “É essencial saber que o que funciona para cada tipo de e-commerce pode não funcionar para outro. Sempre faça testes.”

– No varejo online, “foque em ofertas de longo prazo, não em receita de curto prazo.”

Juliana Perlingiere, Diretora de Planejamento Estratégico do enjoei :P, e Diego Kilian, Gerente de Vendas Multicanal da Raia Drogasil, palestraram sobre como encantar o cliente com modelos de serviços e atendimento para e-commerce. Juliana acredita que atendimento é o feedback vivo do produto que se entrega, e afirmou: o produto evoluiu para o serviço, que evoluiu para a experiência completa, da criação da marca à satisfação do cliente.

Diego deu a dica: preocupe-se mais com operação. Operação boa é venda. E alertou: o cliente no e-commerce compra quando recebe a mercadoria.

Victor Bayata, Experienced Senior Executive da IKEA, fechou o Fórum E-commerce 2016 falando sobre como o mobile se adapta no omnichannel e qual a importância disso para o futuro do varejo. Ele defende que a tecnologia permite explorar novas experiências e conhecer o cliente e revelou a fórmula para o multichannel: conhecer o mercado e suas formas de compra e ter uma rede de distribuição.

E acrescentou: a experiência se torna melhor quando se conecta todos os canais, fortalece sua unicidade e oferece experiência de marca completa.

Fonte: Senior