Saiba por que é importante ter uma visão geral da indústria

A importância de ter uma visão geral da indústria pode ser comparada com uma família que decide fazer uma longa e esperada viagem, cheia de planos e programas a serem feitos. Cada membro ― filhos, mãe e pai ― ficou responsável pela sua própria bagagem e por reunir nela o que fosse necessário para aproveitar as férias. Ao chegar no destino, porém, quando todos começaram a desfazer as malas, a surpresa: todo mundo tinha esquecido algo. E para aproveitar aqueles dias conforme o planejado, os itens esquecidos teriam que ser comprados novamente.

Esse exemplo é muito simples, é verdade, e nem de longe representa a realidade de uma indústria. No entanto, pode ser usado como ponto de partida para nossa conversa. Vamos explicar por quê!

Como na sua empresa, uma viagem exige investimento, e consertar erros tarde demais pode acabar saindo mais caro do que o previsto, impactando de maneira bem importante no caixa e em outras atividades, sejam da própria empresa, sejam das férias da família da nossa história.

Suponhamos que eles tenham ido a um cruzeiro e que o esquecimento do filho foi a roupa de banho. No navio essa compra será bem mais custosa, até por precisar ser paga em moeda internacional. Na empresa não é diferente. Exigir que um fornecedor providencie matérias-primas em cima da hora, por exemplo, pode ser mais caro justamente porque você estará pagando pela urgência.

Mais que planejamento, bons resultados exigem visão geral da indústria

O que queremos dizer? Que planejamento não basta? Não, não é esse o ponto! Planejamento é o ponto de partida de qualquer iniciativa, e essa visão geral que mencionamos é consequência dessa organização prévia. A questão é que planejar não garante que tudo será executado da maneira como foi pensado. Para garantir que os projetos e procedimentos estejam seguindo o que ficou acertado é necessário acesso a cada uma das atividades.

Por isso, e voltando à família da nossa história, se o pai debateu previamente com todos o que seria feito na viagem e os itens necessários para curtir toda a programação ― etapa de planejamento ―, o passo seguinte seria acompanhar o feitio das malas, de modo que ele tivesse a garantia de que o trato estava sendo cumprido.

Aí você até pode argumentar: “ok, mas para alguém visualizar três ou quatro pessoas fazendo algo em um dia, num momento específico, é fácil. Numa indústria é diferente. Por isso esse exemplo é fraco!”. E sim, você teria razão ao apontar essa diferença. No entanto, não estamos dizendo que esse acompanhamento precisa ser feito in loco. Há uma maneira mais prática e eficaz de se fazer isso. E você já vai entender qual é. Antes, temos que deixar a analogia de lado e falar de modo claro sobre os desafios da indústria. Vamos lá?

Os desafios da indústria que merecem uma visão ampla dos processos

Mais do que ninguém você sabe quais são os desafios do dia a dia da sua empresa. Porém, talvez não esteja claro o quanto ter uma ampla noção dos processos impacta diretamente no seu lucro e na sua produtividade. Ainda que existam pessoas confiáveis e responsáveis à frente de cada setor, é função do gestor dar os direcionamentos, corrigir o rumo ou fazer as colocações mais pertinentes para um resultado ainda melhor. Nem sempre é por má-fé que algo não sai como esperado, por essa razão é importante avaliação constante.

Quando se tem o conhecimento de como andam as tarefas na empresa, é possível padronizar a gestão e a operação. Quer dizer, o líder da produção do turno matutino, por exemplo, não orienta seu pessoal de maneira diversa ao líder do noturno: ambos têm acesso a informações claras sobre a forma padrão de conduzir a produção e, mais que tudo, o gestor está a par de como estão sendo repassadas essas orientações. É um cuidado que impacta no produto e no valor agregado que ele tem, também sendo um importante fator de qualificação da imagem da sua marca.

Por falar em produção, ela não ocorre sem matéria-prima que, por sua vez, depende de estoque, que custa dinheiro. Ter um estoque organizado é o melhor caminho para manter a manufatura ativa e produtiva constantemente ― portanto, evitando falta de materiais ― sem gastar dinheiro em estocagem além do necessário. Por isso, é prudente que tanto o gestor quanto os responsáveis por cada área conheçam o estado do estoque e da produção, cuidando com os custos, metas e resultados. Controlando melhor o estoque, a negociação junto aos fornecedores fica mais ágil e organizada, diminuindo o tempo de espera.

Em resumo, quando o gestor tem uma visão geral da empresa, o ciclo de produção ganha eficácia, porque a comunicação entre os setores confere excelência a eles e a supervisão constante oferece segurança sobre os resultados, diminuindo o retrabalho, otimizando os prazos, cumprindo metas, entregando mais agilmente e, com efeito, satisfazendo os clientes.

Entretanto, se você está achando difícil garantir tudo isso em meio a processos tradicionais, como prometemos, vamos ajudá-lo a entender melhor. Afinal, cercado por relatórios impressos, papéis e análise dos números depois da produção finalizada (e muitas vezes com prazos estourando), fica difícil ter essa visão tão ampla, não é mesmo? Então explicaremos de que maneira tornar essa atividade mais prática.

ERP: a tradução da visão geral da sua indústria com eficácia e modernidade

Se você acompanha todos os diferentes processos um a um, um por vez e in loco, além de consumir bastante tempo ― precioso para desenvolver ações mais estratégicas para o desenvolvimento da empresa ―, não garante a eficácia necessária. Um sistema de gestão ERP, no entanto, permite o desempenho de todas as atividades que mencionamos anteriormente de uma só vez.

Ele proporciona essa visão geral da indústria que tanto estamos falando, integrando os setores, contribuindo para a compreensão do ciclo de produção, a visualização da produtividade, o conhecimento e a administração do estoque e a visualização dos resultados. Tudo disponível, inclusive, a todos os envolvidos na função administrativa. São funcionalidades que proporcionam economia porque reduzem custos com desperdícios, TI, estoque, mão de obra e logística. E mais: padronizam os processos, antecipam a resolução dos erros, fornecem informações em tempo real e reduzem o tempo dos gestores em atividades operacionais. Por fim, melhoram as condições do caixa e o resultado financeiro da empresa.

Claro que existem uma série de ERPs no mercado, mas além de conhecer as vantagens dessa solução, é preciso considerar o quanto ela está personalizada às necessidades e ao tamanho da sua indústria. Por esse motivo, se você procura uma opção qualificada e completa para levar à sua rotina todas as vantagens que citamos aqui, conheça o ERP Radar Empresarial! Entre em contato com a gente, saiba o que temos a oferecer e experimente. Se surgir alguma dúvida sobre este assunto, você também pode usar o espaço de comentários abaixo.

Fonte: WK Sistemas